sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sem "um pingo" de vontade de escrever, pois para "chover" não é necessário vontade!


Escrevo...
Vontade de escrever não tenho
Assim escrevo
Sem vontade
Sem novidade
Sem saudade
Sem caridade
Sem maldade
Escrevo...
Escrever é ócio
Escrever é luz
Escrever é dor
Escrever é amor
Escrever é manifesto
Escrever é mistério (Clarice está aí para comprovar!)
Escrever é um profundo e intenso viver!
Vidas...
Escritas...
Se mesclam...confundem...uma é outra...a outra é uma...
Os silêncios são viver!
As palavras silenciosas edificam um viver!
Viver sem escrever...impossível...
Não se espante em meus silêncios edifico minha escrita...
Ou vida...

2 comentários:

Paula Laranjeira disse...

Que importa que não tenhas vontade. Escreva mesmo assim. Há quem goste da tua escrita sem vontade, com vontade e verdade. Bjs

Thiago disse...

Dizem que James Joyce não enlouqueceu por causa da escrita.
Isso se aplica a nós também. Menos famosos, mas com o mesmo talento.